Páginas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

tudo vai dar certo

 Sinto um nó aqui na garganta, lágrimas que mais uma vez insistem em ficarem presas.Lágrimas estas que ainda não nomeei, lágrimas que se escapassem não teriam sentido.São tantas as decisões a serem tomadas que eu fico atônita, inquieta e absolutamente não sei o que fazer, talvez eu devesse me acalmar e esperar que as coisas se resolvam, mas ao mesmo tempo sinto uma necessidade de ser a protagonista da minha história e eu mesma conduzir o seu curso.Sei lá estava tão confiante de que eu iria passar no vestibular e isso não aconteceu e agora estou um tanto perdida, não sei que carreira quero seguir e afinal não entendo porque nós sempre estamos correndo atrás da melhor faculdade e do melhor emprego se a felicidade está em coisas tão simples.Acreditava que nós resolveríamos todas as pendências e eu teria novamente alguém do meu lado a me ajudar, a ser meu apoio, alguém que no mínimo me faz sorrir mesmo que tudo esteja desmoronando.
 Sei que tudo vai dar certo, não sou hipócrita se repeti a você inúmeras vezes essa frase é porque eu acredito nisso, mas eu não estava acostumada a tanta espera e o tempo passa as coisas mudam e eu ainda nessa incerteza, posso estar errada, mas quero que isso se resolva logo é bem estranho viver de incerteza.
 O mundo podia parar só por alguns minutos e assim eu poderia me decidir, talvez a saída mais sensata se isso acontecesse seria me planejar e tal, mas acho que a unica coisa que eu faria seria procurar você.
Juliana de Araújo Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário