Páginas

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Vida real

 Sabe aquela sensação estranha de o que estou fazendo aqui?É isso que estou sentindo agora.Sei lá estou parada buscando inspiração - não pra escrever pra isso prefiro a confusão do que a inspiração em si-procurando inspiração para a vida pra decorar meu quarto, pra usar na formatura, enfim um estilo de vida vou encaixando pequenas partes para formar o meu próprio eu único e original.Mas tenho a impressão que o que estou montando é uma colagem bizarra, juntando peças de um quebra cabeça que não se encaixam,  parece que  perdi peças importantes, sinto que estou esquecendo das peças que eu já tinha e roubando as dos outros pra mim.Acho que só vou formar o meu próprio quebra cabeças com as minhas peças, as minhas experiências, erros, acertos, lágrimas, momentos, conversas, beijos, despedidas, aventuras.Já chega de apenas desejar viver, hoje eu quero dar um passo em direção a vida, a vida de menina, de princesa já não é mais tão interessante quero viver a vida real com suas grandes batalhas e suas grandes alegrias, quero parar de fingir que vivo e viver de verdade.
 Cansei de viver uma vida que não é minha, cansei de viver a vida das estrelas do rock ou dos astros de Hollywood quero viver a vida da menina do interior recém formada no ensino médio, péssima cozinheira, inexperiente na vida e no amor, um tanto sábia pra quem tem 17 anos, um tanto menina, apaixonada, extremamente ansiosa e confusa, meio fechada em si mesma, meio tímida e quieta, misteriosa ou metida pra quem preferir, que não sai contando tudo pra todo mundo, mas prefere alguns poucos e bons amigos pra compartilhar a vida, caseira, menina dos olhos dos pais, louca por crianças, chocolate e cheirinho de mato molhado, amante da lua e dos leões, cheia de importantes decisões a tomar e indecisões na mente.
Juliana de Araújo Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário